Arquivo

Receita light: talharim de cenoura ao molho de tomate

Para manter a linha light durante a semana, vou ensinar pra vocês uma receita bem “difícil” haha 😉
Gente, este talharim de cenoura fica muito gostoso, é rápido, fácil de fazer e muito pouco calórico. E o melhor é que imita direitinho o macarrão tradicional e sacia o nosso desejo de pasta
Anota aí:

INGREDIENTES:
2 cenouras médias
1 tomate
1/2 cebola
1 dente de alho
1 fio de azeite de oliva
sal a gosto
salsinha (opcional)

MODO DE FAZER:

Descasque as cenouras no descascador de legumes, lave e com o próprio descascador, faça tiras de cenoura ao comprido, até chegar no miolo. Reserve.
Refogue o alho e a cebola no azeite até dourar, acrescente o tomate picado, um pouco de água e tampe. Quando desmanchar o tomate e formar o molho, acrescente a cenoura e deixe cozinhar por aproximadamente 8 minutos. Tempere a gosto, finalize com a salsinha e bom apetite!

Fica maravilhoso e é uma opção saudável, perfeita para o jantar.
Experimentem e quando fizerem, mostrem e me deixem saber.

Receita: Tortillas mexicanas

Adoro comida mexicana!!! É uma das comidas típicas favoritas daqui de casa, então vivo atrás de receitas e me interesso em aprender a fazer os pratos desta cozinha.
Como hoje é domingo, ainda dá tempo tranquilo de fazer essa delícia para o jantar. Bônus: essa receita é MEGA fácil, rápida e econômica. A minha cara =P
Existem muitas variações do modo de preparo das tortillas, mas esta é a minha escolha. Então não estou dizendo que é a melhor ou que é autêntica mexicana ou que é assim que fazem no México, ok? De tudo que li, assisti e aprendi, fiz a minha versão. Espero que curtam!
INGREDIENTES:
2 xícaras de chá farinha de trigo
1 xícara de chá de água morna
MODO DE FAZER:
Misture a farinha com a água, incorporando uma na outra e sovando bem até desgrudar das mãos. Deixe descansar por cerca de 15 minutos, em uma vasilha coberta por um pano.
Após o tempo, sove por mais alguns minutos, enfarinhe uma superfície lisa e abra pequenas porções da massa com um rolo. Se não tiver o rolo clássico de macarrão em casa, improvise com uma garrafa, vidro ou algo parecido, desde que limpo rsrss
Abra o tanto de massa e até o diâmetro que você quiser deixar o tamanho final de sua tortilla. Tente deixar bem fininha para facilitar o cozimento. Doure cada tortilla dos dois lados em uma frigideira ou panela antiaderente. NÃO precisa untar! Vá cobrindo as tortillas prontas com um pano de prato pois elas ressecam muito rápido. É isso!!! Já viram uma receita mais difícil??? =P
Fica assim! Desculpem a luz da foto, mas estávamos à luz de velas 😉 Eu fiz recheio de fajitas, usei frango, cebola e pimentões. Fica muito gostoso!!! Você pode ainda fazer de burritos, com arroz e feijão. Nunca esquecendo da pimenta, seja qual for o recheio. 
Enfim, são apenas sugestões. Prepare o recheio de sua preferência e aprecie seu jantar mexicano!
Espero muito que tenham gostado e tenham uma noite de domingo muy caliente (pela pimenta, claro! hahaha).
Até o próximo e arriba!

Receita: Barrinhas de cereal caseiras

Sim, resolvi fazer barra de cereal em casa. 
Eu já comi muita barra de cereal industrializada, nessa de fazer lanchinho saudável. Mas tenta ler os ingredientes no rótulo pra ver…são 500 nomes incompreensíveis e muito pouco de alimento e nutrientes reais contidos ali.
Tem uma norma aí de algum órgão regulador que fala que os ingredientes dos alimentos tem que aparecer na ordem de quantidade na descrição da embalagem. Pasmem que na barra de cereal que eu comia o primeiro era açúcar! Eu pensei que era cereal, não sei porquê…
Essa minha receita não tem a pretensão de ter o mínimo de calorias, nossa dieta não é baseada nisso aqui em casa. A ideia dessa barrinha é te alimentar e ser feita de ingredientes nutritivos e funcionais, que façam bem a sua saúde. É totalmente customizável (como quase tudo no meu blog) você pode ir adaptando com os grãos e sementes que tiver em casa.
Vamos à receita?
INGREDIENTES:
100 gramas de semente de abóbora descascadas
100 gramas de aveia em flocos
100 gramas de coco ralado sem açúcar
100 gramas de semente de girassol
100 gramas de açúcar mascavo
100 gramas de manteiga
50 gramas de passas de uva
1 colher de sobremesa de essência de baunilha

MODO DE FAZER:

Misture todos os ingredientes secos em uma vasilha.

Derreta a manteiga e o açúcar mascavo em uma panela e despeje por cima dos ingredientes secos, misturando tudo muito bem, com uma colher de pau.
Forre uma forma com papel manteiga e espalhe a mistura por toda a superfície. Leve ao fogo a 180ºC por 20 minutos.
Deixe esfriar e corte no formato que preferir.
Essa barrinha fica uma delícia, é super saudável e sacia, valendo mesmo por um lanche que se preze. Eu gosto de comer com o café preto da tarde, fica muito bom!
Espero que curtam e tentem fazer. Me contem como ficou e o que acharam. Até mais! 

Pão de mel gigante

Sim, vai ter gordice para o domingo!
Eu adoro pão de mel, mas nunca pensei em fazer em casa o tradicional, aqueles individuais, de banhar um a um no chocolate, porque não gosto de nada muuuito trabalhoso. Admiro quem faz e a paciência. Então, procurando milhares de receitas e dicas mais fáceis, acabei “inventando” essa versão meio bolo, que a gente faz inteiro e come aos pedaços (yumyum)
O melhor é que é pão de mel de verdade, os ingredientes são os mesmos, o sabor idêntico, não é uma imitação! O que muda é apenas o formato, o que facilita um bocado o preparo e o “comer”rsrsrs
Me inspirei principalmente na receita do episódio de O Chef e a Chata, da Lu Ferreira, de pão de mel no potinho, que vocês podem acessar clicando aqui. Mas, como falei, peguei daqui e dali e fiz algumas modificações. A começar, não fiz no potinho e minha ganache é diferente.
A receita básica deles é esta:
Pão de mel:
240 ml (1 xícara) de leite
200 g (1 e 1/3 de xícara) de açúcar mascavo
150 g (1/2 xícara) de mel
250 g (2 xícaras) de farinha de trigo
40 g (4 colheres de sopa) de manteiga
1 colher (chá) de canela em pó
1/2 colher (chá) de cravo em pó
2 colheres (chá) de fermento em pó
2 ovos
Recheio:
600 g de doce de leite
O meu recheio, fiz com uma lata de leite condensado cozido na panela de pressão.
Calda:
100 g (2/3 de xícara) de açúcar
200 ml (3/4 de xícara) de água
1 pau de canela
2 cravos da índia
Ganache de chocolate:
400 g de chocolate meio amargo Usei 200g
120 ml (1/2 xícara) de creme de leite pasteurizado
2 colheres (sopa) de manteiga Não usei
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte e enfarinhe uma assadeira retangular (usamos uma de 36 x 18 cm, dá pra ser numa de 30 x 20 cm também, por exemplo). Leve ao fogo o leite com o açúcar mascavo, a manteiga e o mel. Dissolva bem. Não é necessário ferver, só aquecer pra facilitar que tudo se dissolva. Quando estiver bem dissolvido desligue e reserve. Em uma vasilha peneire a farinha de trigo, a canela, o cravo e o fermento. Reserve também. 
Bata os ovos com um garfo ou batedor e misture ao leite com mel e açúcar. 
Lembre-se de o leite não deve estar tão quente para não cozinhar os ovos! Basta estar de morno a frio. Incorpore os ingredientes peneirados ao liquido, mexendo delicadamente até que fique homogêneo. Leve para assar por cerca de 30 minutos.
Prepare a calda: Coloque todos os ingredientes numa panelinha e leve para ferver. Assim que ferver desligue e coe o cravo e canela.
Prepare a ganache: Leve o creme de leite para aquecer. Não fiz essa etapa! Pique o chocolate e coloque em uma vasilha. Assim que o creme de leite ameaçar ferver, desligue e despeje sobre o chocolate. Aguarde 30 segundos e misture bem com uma colher ou espátula. Misture a manteiga gelada para dar brilho. Não usei a manteiga e piquei meu chocolate, coloquei duas etapas de 30 segundos no microondas, despejei o creme de leite frio mesmo, misturei.
Montagem: Corte o pão de mel do tamanho do pote, ou em cubos, para facilitar colocar. Coloque o doce de leite em um saco de confeitar e a ganache em outro saco de confeitar. Coloque uma camada de pão de mel no fundo do pote, umedeça com a calda, coloque doce de leite. Repita essas duas etapas. Cubra com pão de mel, umedeça e por cima de tudo cubra com a ganache de chocolate. Sirva em temperatura ambiente. Rende 6 potes como os nossos (10 cm de altura x 6 cm de diâmetro). Pode ser guardado tampado na geladeira por até 5 dias. Se quiser, polvilhe açúcar de confeiteiro por cima.
Obviamente, o meu pão de mel só esperei esfriar e cortei ao meio para rechear. Molhei com a calda, espalhei o recheio com uma faca e cobri com a ganache.

Eis o pão de mel prontinho! Pensa numa delícia… Essa é a versão recém montada, sem esfriar por completo, porque somos esganados e não aguentamos esperar kkkk
Experimentem fazer e me mostrem. Até a próxima receita!!!

Brigadeiro com toque especial

Brigadeiro (translate para gauchês = negrinho) é meu doce preferido da vida e eu aprendi a fazer com 10 anos de idade. Na época ou nem existia microondas (ops, me entregando rsrs) ou nem todo mundo tinha acesso…então era o bom e velho brigadeiro de panela.

Hoje em dia, quando eu faço, uso bastante o microondas, porque fica maravilhoso do mesmo jeito (tem como ficar ruim?). Na panela, é possível controlar mais o resultado que se quer. Podem ficar alguns gruminhos ou bolinhas de chocolate, às vezes até meio queimadinhos, o que dá um sabor diferente. Mais mole, mais firme, etecetera.

Depois de tantos anos fazendo, acabei inventando algumas modas quando o assunto é brigadeiro: seja branco ou preto, criei várias combinações.

A receita que vou passar hoje não tem mistério, porque é apenas acrescentar UM ingrediente novo, não alterando o modo de fazer. E estou falando da canela. Sou obcecada por canela!!! Adoro canela no chá, no café, no chocolate quente, com frutas, aveia, por mim coloco canela em tudo! =D 

Mas no brigadeiro em especial fica delicioso, porque quebra um pouco a doçura master do leite condensado. Recomendo a todos que testem a receita, a não ser que realmente não goste de canela. Para quem não gosta, teste substituir a canela por mel. Apesar de ser doce também, o mel dá um gostinho muito especial ao brigadeiro. Só fazendo e provando para entender…
INGREDIENTES:
1 lata de leite condensado
1 colher de sobremesa de manteiga sem sal
100g de chocolate meio amargo em barra picado
ou 2 colheres de sopa de chocolate ou cacau em pó
1 colher de sobremesa de canela

MODO DE FAZER na panela:
Junte todos os ingredientes em uma panela, misture bem.
Cozinhe em fogo brando mexendo sempre até desgrudar do fundo da panela. Deixe esfriar (ou não) e coma de colher!

MODO DE FAZER no microondas:
Junte todos os ingredientes em uma vasilha própria para microondas, misture bem.
Cozinhe em potência média por 4 minutos, mexendo na metade do tempo. Coloque por mais 4 minutos em potência alta, mexendo na metade do tempo igualmente. Deixe esfriar (ou não) e coma de colher!
Dica: Se você gosta muito de canela como eu, pode polvilhar por cima do brigadeiro pronto, para decorar e acentuar o sabor.
Obs: O tempo de microondas pode variar, em função das diferenças de potência entre as marcas.
Experimentem fazer a receita e voltem pra me contar o que acharam. Bom apetite!

Petisco natural caseiro para filhotes

Levamos Domi na veterinária semana passada para vacinar e desvermifugar, pois ele completou 3 meses. Ainda não sai de casa, pois não pode ter contato com outros cães ou com a rua enquanto não terminar todas as etapas de vacinação.

Conversamos com ela sobre ração, as necessidades dele, os brinquedos e o comportamento. Ela perguntou se ele estava aprendendo a usar o tapete higiênico e falamos que sim. Ela disse que o essencial é agradá-lo e recompensá-lo depois que acerta, pois os cães só aprendem dessa maneira.

Então conversa vai, conversa vem, acabamos no assunto petisco para filhotes… A gente já tinha procurado nas lojas especializadas e petshops e, ao menos aqui onde moramos, não tinha muita opção. Muitos petiscos legais, mas com muito corante, sódio, mil ingredientes e a maioria para cães adultos mesmo. O único que encontramos foi um biscoito de leite – Biscrock, se não me engano, mas é meio caro e nem tão inofensivo.
Estávamos dando pedacinhos de bolacha maizena para ele e a médica disse que não é tão mal. Muito melhor que petiscos próprios para cães, mas muito artificiais e cheios de sódio.

Daí ela nos passou uma receita que achei legal e resolvi testar e mostrar para vocês. É um petisco de peito de frango, feito em casa.

Basta cozinhar um peito de frango e desfiar. Sem nenhum tipo de tempero, nem sal. Depois de cozinhar e desfiar o frango, espalhe em uma forma e coloque no forno até que sequem. Retire e deixe esfriar.

Fica assim:

Acondicione em um vidro e guarde na geladeira. Tem validade média de uma semana.

Domi adorou, fica tipo uns palitinhos de frango, muito legal! Tirem suas próprias conclusões:

Quem não fica nas nuvens em saber que seu cãozinho está comendo algo saudável e natural, que faz bem para sua saúde e ao mesmo tempo o faz feliz? Oferecemos sempre como recompensa. Essa receita é natural, fácil, barata e rápida de fazer.

Dica: Se você não sabe cozinhar e desfiar o frango na panela de pressão, leia o post onde mostro como faz.

Como cozinhar arroz integral parboilizado

Receita da semana: arroz integral. Eu adoro e já como há muitos anos, foi um hábito que aprendi com minha mãe.
Existem vários tipos de arroz e com o integral não é diferente: há muitos formatos, categorias, cores e consistências diferentes.
Eu vou mostrar o parboilizado, que é um arroz com um sabor bem suave e de fácil cozimento. Esse tipo de arroz (que tem do branco também) é conhecido por não formar a “papa”, fica sempre soltinho.
Outro dia apresento o tipo cateto, que é redondinho e mais macio, mas demora um bocado para cozinhar.
Não sei nem se o post se enquadra em receita, de tão fácil que é kkk…na verdade é mais uma demonstração. Mas, como sei que tem bastante gente que quer aprender o básico e quer comer algo saudável e descomplicado, resolvi mostrar como eu faço o meu arroz integral de todos os dias.

Eu uso de várias marcas, não muda muito a qualidade, só tome cuidado se o preço for muito discrepante. Hoje vou usar este da Ráris:

INGREDIENTES:
1 xícara de arroz integral parboilizado
3 xícaras de água fervente
sal a gosto
alho amassado ou em pasta (opcional)

MODO DE FAZER:
Lave o arroz e coloque na panela. Enquanto ele “frita” na água em que você lavou, junte o alho e o sal. Despeje a água fervente e abaixe o fogo.
Cozinhe com a panela semi-tampada por mais ou menos meia hora. Você pode provar o arroz depois de uns 20 minutos e ver a consistência que prefere: se mais mole ou mais “al dente”. Se estiver seco e quiser que cozinhe mais, acrescente mais água fervente.
Fica assim:

O arroz integral é fonte de fibras e ajuda no melhor funcionamento do intestino. Tem baixo índice glicêmico, por isso sacia por mais tempo, não sobrecarrega o fígado na digestão e te ajuda a ter menos fome. Esse que eu faço é super light, porque, como viram, não acrescento nenhum tipo de gordura no preparo.
Tentem fazer e me contem o que acharam.

Ideia de lanche doce light

Na saga de tentar matar a vontade de doce sem comer doce, fiz para vocês uma receita diferentinha de lanche saudável. É fruta com iogurte, mas tem truque.
Descobri essa receita assistindo ao programa da Rita Lobo no GNT, o Cozinha Prática.
É simples, bem leve, saudável e mata muito a vontade de doce, porque fica tipo uma compotinha de maçã. Confiram:

INGREDIENTES:
1 maçã pequena ou média (de sua preferência, eu usei a Gala)
1 colher de sobremesa de mel
Canela a gosto
1 pote de iogurte natural (usei o grego de baunilha, pela consistência mais firme, mas faça com o que tiver em casa. Já fiz com natural desnatado ou o pronto pra beber e ficou ótimo)
Filme plástico

MODO DE FAZER:
Pique a maçã em cubinhos, coloque em um potinho que vá ao microondas
Coloque o mel sobre a maçã e polvilhe com canela.
Cubra com o filme plástico e faça um furo com uma faca
Leve ao microondas por 5 minutos (o tempo pode variar de acordo com a potência do seu microondas)
Retire do microondas e deixe esfriar completamente. Despeje o iogurte no recipiente em que vai comer o lanche e adicione a compotinha de maçã por cima.Tampe e leve a geladeira até a hora de consumir.

Dicas: Se precisar transportar para a escola/trabalho, pode levar em uma bolsa térmica, se a região em que mora é fria como a minha, não tem necessidade. Deixe para misturar na hora de comer e aproveite!!!
Pela foto, vocês podem não dizer, mas fica maravilhoso. E de quebra é nutritivo e super saudável.

Acreditem em mim e façam, Até a próxima receita!

Como fazer frango desfiado na panela de pressão

Descobri essa novidade na internet, mas não lembro onde. Até porque eu pesquisei e li em vários lugares, meio que duvidando que dava certo rsrs
Então agora, como eu já fiz várias vezes e vi que funciona, vou mostrar como faz…É mágico!
Segurem a emoção, se conseguirem.
ATENÇÃO: Se você é criança/adolescente e/ou nunca usou uma panela de pressão, peça ajuda a alguém que saiba como funciona!

Você vai precisar de:

Peito de frango (eu uso sem osso e sem pele, mas dá certo com o outro)
Água (quantidade que cubra o frango)
Uma panela de pressão

Cozinhe o frango por aproximadamente 15 minutos, depois que levantar fervura e a panela começar a fazer barulho.

Retire do fogo, aguarde a pressão sair e somente depois de testar a válvula e se certificar que não há mais pressão alguma, abra a panela e escorra a água.

Tampe novamente a panela e chacoalhe com força, para todos os lados. Pronto!!! Eis o seu frango desfiado:

É incrível, não? Poupa tempo de ter que ficar esperando o frango esfriar, nossas unhas e a bagunça na cozinha, evitando sujar as mãos e mil utensílios.
Achei meio zerador de vida! Testem essa dica mega prática e me contem.

Pizza saudável e fácil

Esta pizza é para quem está com vontade de comer pizza (!!!), preguiça de cozinhar e quer manter a linha saudável. Perfeita para um domingo à noite, que foi quando comemos da última vez aqui em casa.

Ela sacia a fome, mas é leve e muito, muito gostosa! Eu usei a massa integral pronta, mas outro dia posso postar a receita da massa integral caseira, que também fica ótima, mas requer um pouco mais de trabalho e paciência. Hoje optei pela praticidade mantendo a saúde 😉

Você pode encontrar a massa de pizza integral nos supermercados ou padarias. Eu comprei a da marca Massas Bérgamo, que veio com dois discos em uma embalagem.
INGREDIENTES:
1 massa de pizza integral pronta
1 colher de sopa de molho de tomate
1 lata de atum em pedaços em água
1 colher de sopa de maionese light
8 fatias finas de queijo mussarela
meia cebola cortada em tiras bem fininhas (opcional)
orégano a gosto
Dica: peça na seção de frios para fatiarem o queijo na hora, pois as fatias geralmente são mais grossas naquelas bandejinhas que compramos com os frios já fatiados.
MODO DE FAZER:
Coloque o disco de pizza em uma fôrma própria e espalhe a colher de molho de tomate.
Preaqueça o forno a 250° enquanto prepara a pasta de atum, misturando em uma tigela o atum e a maionese. Corte a cebola.
Ponha a metade das fatias de queijo em cima do molho de tomate, espalhe a pasta de atum e ponha o restante do queijo por cima da pasta. O ideal é que não cubra toda a pasta com o queijo, ficarão à mostra algumas partes do atum.
Distribua as tiras de cebola na pizza e polvilhe orégano na quantidade em que preferir.
Leve ao forno por 15 minutos ou até que derreta todo o queijo e comece a borbulhar levemente.
Voilà:

Bon appétit! (A vibe tá francesa por aqui)